segunda-feira, 1 de junho de 2009

Da hegemonia inglesa no processo de industrialização...


Entre 1860-80, em pelna 2ª Revolução Industrial, as grandes potências são a Alemanha, a França, a Bélgica, a Suiça e os EStados Unidos da América, lideradas pela Inglaterra. Esta detém a hegemonia industrial e económica, graças:

- ao desenvolvimento das indústrias têxtil, metalúrgica e siderúrgica;

- à supremacia e domínio da energia a vapor;

- à posse da maior densidade de linhas de caminho-de-ferro e da maior frota comercial;

- à maior exportação de capitais, o que lhe permite equilibrar os défices comerciais com os lucros dos seus investimentos;

- ao poderio monetário e financeiro - a libra é a moeda de conta;

- à grande extensão dos seus mercados coloniais.


Nos finais do século XIX, as máquinas inglesas são ultrapassadas pela alta tecnologia de outros países. Outreos factores, como a falta de adaptação aos novos métodos de racionalização de trabalho e à concorrência internacional, provocam o abrandamento do progresso industrial britânico.

Sem comentários:

Enviar um comentário