terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Influências iluministas na Revolução Francesa (1789)

Durante os séculos XV, XVI e XVII, a concepção medieval da sociedade e a visão tradicionalista do mundo forma postas em causa através de:
- Crença na excelência do Espírito Humano (Antropocentrismo).
- Progressos técnico-científicos.
- Prática da Observação / experimentação.
- Exercício do espírito crítico / dúvida metódica (Racionalismo).
- Filosofia de Locke: busca da felicidade e do prazer na base da tolerância e do respeito pelos direitos dos indivíduos.
O ILUMINISMO (século XVIII) surge na Inglaterra e difunde-se na França:
- Primado (das Luzes) da Razão na compreensão do mundo e na resolução de problemas.
- Visão optimista do destino da Humanidade.
CONTESTA:
- Privilégios e distinções sociais .
- Servidão ; escravatura.
- Origem divina do Poder .
- Concentração dos Poderes.
- Proteccionismo Económico .
- Fanatismo, dogma, superstição.
DEFENDE:
- Direito Natural / Moral Natural.
- Educação. Contrato Social.
- Soberania Popular.
- Divisão dos Poderes.
- Tolerância Religiosa.
DIFUNDE-SE ATRAVÉS DE:
- Enciclopédia de Diderot e d’Alembert.
- construção da Opinião Pública (cafés, academias,jornais e folhetins).
- Maçonaria: espírito aberto, crença na fraternidade, igualdade e liberdade.
NOVAS CONCEPÇÕES DO PODER:
- Novos Conceitos do Homem e de Cidadão;
- Soberania Nacional : os povos como detentores do Poder Político Contrato Social (Locke e Rosseau);
- Divisão do Poder (Legislativo, Judicial e Executivo);
- Introdução do Poder Moderador (O Espírito das Leis de Montesquieu);
-Nascimento do Movimentos Nacionalistas e Liberais;
DEFESA E VALORIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO:
- Desenvolvimento das faculdades naturais (Rosseau);
- Universalidade da educação : igualdade natural das mulheres;
- O Estado como garantia dessa necessidade educativa;
- Completa Reforma do Ensino (Verney, em Portugal).

Sem comentários:

Enviar um comentário